Ler livros. Ler tudo. Ler o mundo.

Que a leitura é importante ninguém duvida.

Que aquele que ler decifra o mundo, também é sabido por todos nós.

A leitura deve ser uma prática diária na escola.

No documento, sobre Fluência Leitora, a Secretaria Municipal de Educação de Fortaleza nos orienta sobre essa prática tão necessária no aprendizado de nossas crianças.

     Ler vários textos, ler diariamente, ler para informar, ler para aprender, ler para ensinar, ler pra deleitar.   Ler sempre, sempre ler.

O vídeo, A menina que odiava livros nos mostra de maneira leve como é prazerosa a leitura.

Para incentivar e valorizar a leitura encontramos várias possibilidades de leitura. Deleite-se você também.

O software Luz do Saber –  LIVROS podemos encontrar os livros virtuais que fazem parte da coleção PAIC Prosa e Poesia.

Alegre seus olhos e seu coração.

luzdosaber

O Pacto Nacional para a Alfabetização na Idade Certa – PNAIC , traz em seus recursos pedagógicos os livros de Literatura Infantil do  Acervos das Obras Complementares do MEC que incentivam a leitura, e favorecem o trabalho de forma interdisciplinar.  Os temas abordados em cada livro fazem um link com as demais disciplina.

Segundo a  Proposta Curricular de Português da Secretaria de Educação do Estado do Ceará, a poesia não constitui um agrupamento de gêneros, segundo a classificação que estamos utilizando nesta proposta curricular. Mais adequadamente denominados “poema”, já que a poesia é um traço que pode se manifestar em diferentes situações da vida, o gênero assume, de acordo com o contexto histórico e literário, distintas características. Mas permanece sempre nos textos do gênero uma natureza lúdica, uma espécie de “brincadeira” com a linguagem. Às vezes, esse caráter lúdico se organiza predominantemente na camada sonora da linguagem, daí os textos “jogarem” com os sons, as rimas, as aliterações e assonâncias, o ritmo, e o silêncio que o fim de um verso indica. Outras vezes, a “brincadeira” recai sobre o significado que se constrói por meio do texto: o autor “joga” então com a polissemia, com a busca de criar muitos significados com poucas palavras – daí a exploração de metáforas, metonímias, o deslocamento de sentidos. Antes e depois da escrita, o poema esteve associado à música. Depois da escrita e com a invenção da escrita e de novas tecnologias, novas formas de “brincar com a linguagem apareceram: com o aspecto gráfico das palavras, com sua associação a gestos e imagens em vídeos, a sons gravados, etc. Escrevem-se poemas para descobrir novas formas de ver o mundo, para refletir sobre ele, para divertir-se, para dar forma ao que sentimos e não entendemos muito bem, para inventar um sentido novo. É para isso também que lemos poemas.

O gênero literário Poema nos permite trabalhar esse gênero literário de maneira diversificada. Você pode construir um varal de poemas, realizar uma ciranda literária onde os alunos retiram poemas de uma caixa colorida, e leem para os demais colegas, ou mesmo um saral para incentivar o prazer de ler.

Organizamos uma coletânea de poemas que você pode imprimir e ilustrar com seus alunos para que juntos montem um tesouro de poemas.

Coletânea de poemas infantiscoletanea

Valorize as produções textuais de seus alunos postando no espaço da sala de aula, o material produzido por eles. Incentive-os a ler e a escrever.

Sugerimos, a leitura de poemas infantis de escritores como Cecília Meireles, José Paulo Paes, Sylvia Orthof, Vinícius de Moraes,  entre outros.

Podemos trabalhar esse gênero literário de maneira diversificada.

Você pode construir um varal de poemas, realizar uma ciranda literária onde os alunos retiram de uma caixa colorida, poemas e leem para os demais colegas, ou mesmo um saral para incentivar o prazer de ler.

Organizamos uma coletânea de poemas que você pode imprimir ilustrar com seus alunos e juntos montarem um tesouro de poemas.

Aqui você encontra  poemas que podem ser impresso e fazerem parte da sua sala de aula.

abelhas, leitura, poesia, TuxPaint

abelhas, leitura, poema,Vinicius de Moraes, TuxPaint

borboletas, leitura, poesia, Vinicius de Moraes,TuxPaint

borboletas, leitura, poema, Vinicius de Moraes,TuxPaint

a velhota cambalhota, leitura, poesia, Sylvia Orthof,TuxPaint

a velhota cambalhota, leitura, poesia, Sylvia Orthof,TuxPaint

ou isto ou aquilo, leitura, poesia,Cecília Meireles,TuxPaint

ou isto ou aquilo, leitura, poesia,Cecília Meireles,TuxPaint

lão de jardeimlei, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

leilão de jardim, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

o mosquito escreve, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

o mosquito escreve, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

as meninas, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

as meninas, leitura, poesia, Cecília Meireles,TuxPaint

o pinguim, leitura, poesia, Vinicius de Moraes,TuxPaint

 o pinguim, leitura, poesia, Vinicius de Moraes,TuxPaint

 Leia, escreva, deleite-se, ensine e aprenda.

 assinaturablog

Anúncios