Andanças

Há tempos não escrevo. Os afazeres do dia a dia na vida e na escola fazem com que algumas coisas vão ficando pra depois.

Continuo usando o TuxPaint em todas as minhas práticas pedagógicas no que se refere a Informática Educativa.

O TuxPaint me auxilia quando vou editar um vídeo no OpenShot.

Como? Construo as telas com textos e cenários usando suas ferramentas.

Ele também está presente quando quero fazer uma apresentação no Impress, pois os planos de fundo “nascem” lá.

Esse software  maravilhoso, que a princípio é um software de desenho, nos permite até fazermos comparações com o modo de vida de pessoas que não conhecemos.

Explico essa afirmação, assim…

Na escola, no mês de setembro próximo passado, estavamos estudando a formação do povo brasileiro, com os alunos dos 3º, 4º e 5ºanos, quando os alunos vieram ao laboratório e começamos a conversar sobre os Povos Indígenas no Ceará, fomos vendo os slides de uma apresentação com esse tema, conversando e trocando idéias quando em um  slide com a foto de uma professora indígena, da etnia Tapeba – Caucaia-Ce, usando o Tuxpaint, numa aula da disciplina Informática Educativa do Curso de Licenciatura Intercultural Indígena, um aluno muito atento a nossa conversa, fez uma expressão de admrição e ao mesmo tempo de entusiasmo disse:

“Professora essa professora índia que esta na foto, usa o mesmo TuxPaint que nós usamos aqui na escola. Que legal”

A partir dessa fala, foi que o objetivo proposto para aquela aula, começou a ser atingido. O aluno e seus colegas iniciaram a percepção de que existem índios no Ceará, nos dias atuais e que com todas as dificuldades, e as lutas pela sua terra, eles estão presentes na nossa sociedade.

Desde então aquela visão “ecológica e selvagem”, que ainda temos sobre esses povos foi se transformando e eles em suas falas foram querendo saber mais.

Essa percepção levou a outros relatos. Várias histórias sobre parentes seus que eram índios ou descendentes deles, alguns costumes presentes em suas famílias , e algumas iguarias que nós nos deliciamos ainda hoje e que são de tradição indígena.

Foi emocionante.

Olha o que o TuxPaint nos proporcionou. Uma busca pelo conhecimento e pela identidade de um povo que habita em nós.

Como parte dessa aula, após conversarmos sobre o tema os alunos usaram o TuxPaint para resolver essa atividade.

Liduina Vidal

, professores indígenas,inclusão digital, Tuxpaintinclusão digital, professores indígenas, TuxPaint

criptograma, escrita, povos indígenas, TuxPaint

criptograma, escrita, povos indígenas, TuxPaint

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s